Falemos da vidência

Muitas pessoas não entendem na verdade no que consiste a vidência. Até as pessoas que possuem o dom da clarividência não conseguem entender muito bem no que consiste. A vidência é um poder mental com o qual nascem certas pessoas, este poder nos permite obter percepções ultrasensoriais e evolui com o passar do tempo. Em poucas palavras, é poder ver além do que podemos ver normalmente a respeito de alguém, considerando seu passado e seu presente para saber como deve agir no futuro. Este dom não é algo que se planeja, simplesmente se nasce com ele e a sua origem é um mistério.


Apesar de permitir conhecer a origem de certas emoções que você possa vir a experimentar e, acima de tudo, de tirar um peso de costas em muitos casos, não é possível dizer que a vidência seja exata, pois no final das contas quem toma a decisão a respeito do que acontecerá é você: é a partir dos seus atos e comportamentos que você traça seu caminho. A missão de um vidente é indicar, servir como um GUIA pelos caminhos onde você não pode ver, afim de aumentar as suas fortalezas e diminuir as suas debilidades. É uma forma de se antecipar aos acontecimentos, o que lhe permite tomar boas decisões a seu respeito.


As visões não são algo que se possa premeditar; elas aparecem em momentos e situações inesperadas. A orientação de médiuns e videntes através deste dom ajuda a corrigir comportamentos nocivos e instintivos. Cada vidente se treina de maneira diferente e, acima de tudo combina este dom com diferentes técnicas como o Tarô, as Runas, etc., que lhe ajudarão no processo da interpretação.


No meu caso, eu ofereço a você a minha plena atenção e a minha visão a partir do seu caso, como clarividente, para aumentar suas possibilidades e ajudar a alcançar seu bem-estar.
Marcelo Tiossi Mattos, Porto - Portugal O meu negócio estava indo para a falência depois dos problemas que tive com a colheita de uvas, este ano fiquei muito preocupado pela qualidade do meu vinho, Até o momento em que conheci você. Seus bons conselhos me guiaram até a Caterina, uma jovem que havia herdado dos seus pais uns formosos vinhedos, mas que não conhecia a maneira correta para produzir vinhos. Unimos a minha sabedoria com os seus vinhedos e foi um grande êxito. Acabamos de sacar um novo vinho que tem sido muito apreciado na região. Na verdade, me alegro muito por você ter cruzado meu caminho Alba!
Marcelo Tiossi Mattos, Porto - Portugal